26
Sep 12

As mandalas


MANDALA significa círculo, circunferência, centro, diagrama sagrado. As Mandalas existem a mais de 5.000 anos e surgiram na Índia e no Tibet encontrando-se presentes nas raízes de todas as culturas e civilizações. O circulo representa a totalidade e a unidade, o consciente e o inconsciente, contêm o côncavo e o convexo.

As Mandalas acessam e exercitam naturalmente nosso hemisfério direito do cérebro (responsável pelas idéias luminosas, criações geniais, rapidez na resolução dos problemas) também induz-nos à concentração, abstração e criatividade. Serve para organizar fatores desordenados de nossa psique.

Continue reading →


23
Sep 12

Shuubun no Hi

Existem muitas tradições antigas conservadas até hoje pelo povo japonês. Povo este, que tem uma admiração e respeito pelos mais velhos e por seus antepassados. No Shuubun no Hi ( 秋分の日 ), que marca a chegada do Outono, as famílias visitam os túmulos de seus ancestrais para deixar oferendas como flores, incensos e comidas.

Além de visitar os túmulos dos familiares, os japoneses também participam de festivais em Templos ou Santuários locais. Em muitos, pode-se observar a presença de algumas barracas de comida.

No Outono, o Japão tem temperaturas mais agradáveis e a paisagem fica deslumbrante com a combinação das folhas vermelhas e amarelas. O dia e a noite entram em equilíbrio, com 12 horas de noite e 12 horas de dia.


15
Sep 12

Você já viu um Grou (Tsuru)?

Tsuru não é cegonha, nem garça, mas grou em japonês.
Nome Popular: Grou-do-japão/Grou-da-manchúria
Nome Científico: Grus japonensis
Ordem: Gruiformes
Família: Gruidae

Gruidae é uma família de aves gruiformes, que inclui os animais conhecidos popularmente como grous. O grupo tem catorze espécies e está distribuido pela América do Norte, Europa e Ásia, África e o norte da Austrália. O macho denomina-se grou, e a fêmea grua.

Continue reading →


14
Sep 12

A lenda de Sadako

A LENDA DE SADAKO

Esta lenda é baseada em um fato verdadeiro: uma menina japonesa que apareceu com leucemia dez anos após o bombardeio de Hiroshima. Para ter esperança de cura, ela se inspirou na lenda das garças douradas.

Depois de sua morte, seus colegas de classe começaram a trabalhar seriamente pela paz mundial.

Os autores têm contado essa versão da história em vários países e nos convidam para ajudá-los a torná-la uma “lenda viva”, recontando-a sempre que houver oportunidade.

Continue reading →